Entre em contato e 

Tel.: 

E-mail: 

Liminar interrompe fiscalizações da NR12

03.11.15

                                                                   ...

Leia mais

Empreendedorismo 4 – Identificando Oportunidades

Empreendedorismo 4

Um dos maiores desafios dos empreendedores é saber diferenciar ideias de oportunidades. Muitas ideias são geradas no dia a dia, porém as oportunidades normalmente são únicas. Ou seja, nem toda ideia se transforma em oportunidade de negócios. Para tanto, é necessário que a ideia seja transformada em produto ou serviço que se diferencie da concorrência e ganhe espaço no mercado. Muitas vezes, o empreendedor lança uma ideia considerada revolucionária, o que é raro, e acredita que está tudo resolvido, inclusive mantendo sigilo sobre a proposta. Ocorre que a ideia isolada e sem testes com clientes potenciais não significa nada ou vale muito pouco. Muitas ideias surgem no dia a dia, porém o que importa é saber desenvolver as ideias e implementá-las, construindo um negócio de sucesso. Assim, identificar as necessidades do mercado e como atendê-las é a prioridade, desenvolvendo então ideias pragmáticas. De nada adianta ter ideias interessantes, porém com a tecnologia ultrapassada. Por exemplo, desenvolver soluções sem conexão com a internet, tendência irreversível no mundo dos negócios. A tecnologia é essencial para a qualidade nos produtos e serviços e a produtividade necessária, que viabilize a entrega de soluções aos clientes com valores agregados e preços que garantam as margens de lucros necessárias a sobrevivência do negócio. A oportunidade se transforma em inovação e viável quando pode ser explorada comercialmente e clientes continuam interessados. Por essa razão, o processo de inovação é estratégico nos negócios e especialmente para empreendedores iniciantes. Criar algo novo com soluções diferenciadas é o que garantirá a sobrevivência do negócio e demonstrará a capacidade do empreendedor de transformar ideias em oportunidades empresariais. Assim, a criatividade é essencial para o sucesso empreendedor, tema do próximo artigo.     MSc Adelino Denk adelino@amcconsult.com.br 9986 7214 CRA 1766...

Leia mais

Uma oportunidade imperdível

Profº César

Olá! Sou o Professor César Abicalaffe, membro da Academia Brasileira de Ciências Contábeis, e hoje gostaria de compartilhar com você um segredo que venho guardando a décadas! Quero lhe ajudar a fugir das incertezas do mercado, te ensinando como aplicar a metodologia do Curso Company Controll em sua organização. Resultado de um estudo que realizo há mais de 50 anos, te ensinarei neste curso como transformar balanços patrimoniais em riqueza. Tudo o que você queria, não é mesmo? E o melhor: aprenda sem sair de casa! Com o uso desta metodologia fui responsável por salvar a parte econômica de grandes empresas. Já escrevi cinco livros sobre o tema e gostaria de compartilhar minhas experiências com você. Pronto para os...

Leia mais

Empreendedorismo 3 – O Processo Empreendedor

Empreendedorismo 3

 O processo empreendedor inicia-se quando alguns eventos geradores possibilitam o início do novo negócio. Nem sempre há o planejamento e sim a ocorrência de fatores diversos que propiciam o surgimento e o crescimento da nova empresa. Os principais fatores influenciadores do processo inovador são descritos na sequência e podem atuar isoladamente ou em conjunto: a) Fatores pessoais: é a busca da realização pessoal, assumir riscos, cultivar valores pessoais, utilizar a experiência e educação ou conhecimento em determinado assunto, insatisfação com o trabalho ou por ter sido demitido; b) Fatores sociológicos: possui networking, influência dos pais ou da família, referência em pessoas de sucesso; c) Fatores organizacionais: há equipe de profissionais para o projeto, estratégias diferenciadas como oportunidade de crescimento, produtos ou serviços diferenciados, a compreensão da cultura local ou regional; d) Fatores ambientais: há oportunidades a serem exploradas, criatividade para novas explorações, recursos para o desenvolvimento, apoio de incubadoras ou habitats de inovação, políticas públicas de estímulo, clientes, fornecedores e investidores. Todo o processo empreendedor tem como semente a inovação, especialmente a inovação de base tecnológica. O desenvolvimento econômico e a sustentabilidade social dependem de 4 fatores críticos para o sucesso dos negócios, a saber: 1)      Talento empreendedor: pessoas especiais que fazem acontecer, por meio da percepção e dedicação ao trabalho criativo e diferenciado. 2)      Tecnologia e ideias inovadoras: o talento das pessoas somada a tecnologia com ideias viáveis, possibilita o desenvolvimento da inovação. 3)      Capital e recursos: o combustível necessário para tirar as ideias do papel e desenvolver o negócio com o retorno necessário. 4)      Conhecimento – know how: a habilidade necessária para efetuar a convergência no ambiente do negócio entre o talento, a tecnologia e o capital. Em síntese, as ideias necessitam ser transformadas em projetos viáveis e aceitos pelo mercado. A criatividade é essencial no desenvolvimento inovador, porém se não houver a combinação de ideias viáveis com resultados para o novo negócio, a inovação não passa...

Leia mais

EMPREENDEDORISMO 2 – Análise Comparativa entre gerentes tradicionais e empreendedores

Chess Challenge

Uma das principais características do empreendedor de sucesso é a criatividade, porém antes de explorarmos todas as características dos empreendedores, identificamos diversos temas e o foco diferenciado dos mesmos. Segundo Hisrich (1998) apud Dornelas (2001), os principais aspectos de análise são: a) Motivação principal: os gerentes buscam a promoção e recompensas tradicionais e os empreendedores buscam a independência, identificando oportunidades para criar algo novo e com retorno financeiro; b) Referência de tempo: os gerentes pensam no curto prazo, gerenciando orçamentos com horizonte anual e os empreendedores planejam o crescimento do negócio a longo prazo (5 a 10 anos); c) Atividade: os gerentes delegam e supervisionam tarefas e os empreendedores se envolvem diretamente para alcançar os objetivos; d) Status: os gerentes se preocupam com o status e como são vistos na empresa e os empreendedores se preocupam menos com a imagem com maior foco nos resultados; e) Risco: os gerentes são cautelosos com situações de  risco, tendendo não assumi-los e os empreendedores assumem riscos calculados, tendo maior arrojo; f) Falhas e erros: os gerentes tentam evitar erros ou tendem a ocultá-los e os empreendedores aprendem com os erros e falhas, inovando sempre; g) Decisões: os gerentes tendem a concordar com os superiores, enquanto os empreendedores seguem sonhos e tomam decisões com base nos ideais; h) Serviço: os gerentes tendem atender os outros e superiores e os empreendedores estão a serviço dos clientes, suprindo as suas necessidades; i) Histórico familiar: membros da família dos gerentes normalmente trabalham em grandes empresas enquanto nos empreendedores, membros da família possuem pequenas empresas ou desenvolvem outros negócios; j) Relacionamento: para os gerentes a hierarquia é a principal base e para os empreendedores a base do relacionamento são as parcerias e acordos para atingir o principal objetivo do negócio. Assim, os empreendedores são mais criativos, assumem maiores riscos e são mais inovadores. MSc Adelino Denk adelino@amcconsult.com.br 9986 7214 CRA...

Leia mais

ENIT encerra superando as expectativas

a713605586261f7d0aeafdf4d4b30e54

...

Leia mais