Entre em contato e 

Tel.: 

E-mail: 

Atitude Profissional 6 – Miniatitude Profissional

Crise de Autoridade

Continuando a análise sobre as classificações da atitude profissional, detalharemos aspectos da miniatitude profissional, considerada mediana e oferecendo baixa possibilidade na evolução pessoal e profissional. Nesta perspectiva, o profissional já desenvolve as atividades no dia a dia com alguma experiência, porém ainda “faz pelo dinheiro”. Ou seja, o trabalho é uma atividade necessária para obter o retorno financeiro desejado e assim, todas as iniciativas são tomadas pensando na troca do serviço prestado pelo salário ou reconhecimento. Portanto, há dependência excessiva de estímulos externos para as coisas serem feitas. A atividade somente é desenvolvida a contento se antecipadamente forem apresentados os ganhos que poderão ser obtidos com a atividade. Na miniatitude profissional ainda é necessária a constante cobrança no cumprimento dos prazos ou na execução adequada, pois ainda persistem desleixos e a coordenação é incompleta para a obtenção da qualidade necessária. Sem controle mais direto as coisas não funcionam direito, com interrupções por conta própria que ainda prejudicam o processo como um todo. Em alguns momentos funciona e em outros são abandonadas as regras e responsabilidades combinadas. O profissional tem dificuldades de trabalhar em equipe para entregar resultados em conjunto e ainda apresenta reações inadequadas quando há erros ou necessidade de readequações. Os momentos de feedback sobre desempenho ocorrem sob tensão e há dificuldades na aceitação plena das melhorias que podem ser desenvolvidas, pois as reações ainda envolvem muita emoção. Normalmente, o profissional manifesta insatisfações do tipo, “não me reconhecem”, e assim apresenta desempenho inferior, imaginando pressionar para obter as vantagens pretendidas. Utilizando miniatitudes, teremos miniresultados. Como já há desempenho mínimo, não praticando mais microatitudes, a miniatitude profissional deve ser desenvolvida, visando crescimento através de treinamentos e educação continuada. E você, leitor, está investindo em conhecimento na busca de novos patamares profissionais, ampliando a visão?   APERFEIÇOEMOS NOSSAS ATITUDES    MSc Adelino Denk adelino@amcconsult.com.br 9986 7214 CRA...

Leia mais

Planejamento estratégico não é só para definir metas

images

Para o empreendedor, o planejamento estratégico irá apontar os caminhos pelo qual sua empresa deve seguir, objetivos e metas a médio e longo prazo. Mas não é só isso. Com ele é possível obter uma visão futura do negócio, proporcionando identificar cenários, tendências para a tomada de novas decisões e posicionamentos dentro de todo o cenário competitivo. Diante da relevância do planejamento estratégico, não há dúvida quanto a sua importância e a necessidade de atenção cada vez maior para obter vantagens competitivas diante da concorrência. A empresa que investe no planejamento tem maiores chances de sobrevivência e desenvolve melhor as oportunidades. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae, em 2009, a cada cem empresas criadas no Brasil, 76 sobreviveram aos dois primeiros anos de vida, a maior proporção desde 2007, quando começou a ser feito o censo. Ainda segundo o Sebrae, entre as principais razões para a mortalidade precoce das empresas estão a falta de planejamento e o descontrole na gestão. E se engana quem pensa que o planejamento é utilizado apenas para grandes empresas. Pequenas e médias estão entre o principal público. A decisão firme da direção quanto a sua elaboração e participação de toda a equipe de gestão, visando maior debate sobre os objetivos a serem estabelecidos são os diferenciais. Este envolvimento cria uma sinergia e aumenta o potencial sucesso do plano. A verificação dos indicadores e a comunicação constante permitem efetuar os ajustes necessários na garantia da...

Leia mais

Quais as atitudes diferenciais em um grupo de trabalho?

0

Com um ambiente propício para o trabalho, organização de funções, melhoria no processo de comunicação, o líder busca desenvolver em sua equipe as melhores habilidades visando ótimos resultados. Não adianta ter o melhor produto do mundo se a equipe não é criativa e não está engajada para vendê-lo. O gestor necessita estar motivado diariamente para repassar isso ao grupo, desenvolvendo assim diversas outras habilidades visando o crescimento da empresa. O objetivo de todos deve ser o mesmo. Trabalhando estes quesitos e a empresa investindo em seus colaboradores, com certeza haverá um ambiente agradável e formas de crescimento profissional. Reconhecer o colaborador e participar de suas conquistas para a empresa é uma das formas de incentivá-lo. Criar um ambiente propício e oferecer treinamentos também demonstra que você está preocupado com o desenvolvimento profissional e pessoal. Líder, gere confiança no seu grupo sabendo o potencial de cada um para buscar o melhor desempenho de...

Leia mais

Atitude Profissional 5 – Microatitude Profissional

atitude1

A partir deste artigo será efetuada a análise de 4 classificações, tipos ou estágios que os profissionais podem adotar em relação a sua atividade profissional. São elas: a microatitude profissional; a miniatitude profissional; a maxiatitude profissional e a megaatitude profissional. A microatitude profissional é aquela insuficiente para a evolução pessoal e profissional. Quando o profissional não atende os requisitos mínimos e apenas espera as coisas acontecerem, há muitas dificuldades no desenvolvimento, pois comportamentos inadequados são adotados, ficando apenas na expectativa. Normalmente há muita reclamação sobre a atividade e o trabalho a ser desenvolvido, porém não há esforço suficiente, muita preguiça, impontualidade e irresponsabilidade. São profissionais que não assumem o desafio e não se esforçam para aprender. Estão sempre acreditando que haverá uma “solução mágica” que pode trazer benefícios ou atender os desejos imediatos. Por essa razão, não tem paciência para obter experiência mínima no trabalho e por razões simples estão trocando o atual emprego por outro na expectativa de melhorias. Muitas vezes, há frustração e decepção, pois em todo emprego é necessário assumir responsabilidades e efetivamente trabalhar, apresentando resultados no mínimo dentro da média. O profissional de microatitudes profissionais faz pequenas melhorias ou nem faz e já deseja novo salário e novos benefícios. Está sempre se comparando aos demais e pensa que está fazendo muito e recebendo pouco. Não há progresso com um pensamento estático, sem desafios, apenas aguardando uma nova vaga ou se acomodando enquanto há seguro desemprego. O pensamento negativo atrai novos pensamentos negativos e num ciclo vicioso há a estagnação e constantes reclamações por falta de oportunidade. Com microatitudes temos microresultados. É necessária uma nova atitude, buscando outros patamares de execução, demonstrando iniciativa. Estes novos estágios serão analisados nos próximos artigos. Reflexão: Qual o seu nível de comprometimento com a responsabilidade assumida e quais os resultados apresentados para o credenciamento aos novos estágios profissionais?   ATITUDES MUDAM TUDO    MSc Adelino Denk adelino@amcconsult.com.br 9986 7214 CRA...

Leia mais

A diferença está em sua equipe

11

Unir os colaboradores para um mesmo ideal é tarefa árdua, visto que os interesses individuais muitas vezes superam os coletivos. Saber trabalhar em equipe é uma das habilidades que todo gestor busca em seus colaboradores. Mas como unir pessoas com perfis diferentes? Como saber lidar com conflito e superar a individualidade? Organização é uma das premissas. Padronizar processos orienta para que uma equipe saiba quais as funções de cada um e que o gestor saiba lidar com diferentes perfis em busca de um resultado positivo. Estabelecer um plano e um roteiro ajuda e muito. A principal finalidade neste caso é que os colaboradores estejam unidos e que ofereçam o melhor de cada um, sabendo quais são suas funções. Criar um ambiente propício para o trabalho é outra forma de tornar a sua equipe produtiva. A motivação do gestor deve ser diária, pois ele é o líder e deve estar atento ao item comunicação. Sempre conversar e trocar ideias é uma forma de desenvolver o setor criativo de todos, sanando dúvidas para melhor atender ao cliente final. Não é tarefa fácil, mas o saber ouvir nestas horas é o ponto que resulta nos argumentos necessários para liderar uma equipe trabalhando o coletivo, incentivando a liderança no grupo, o desenvolvimento das habilidades de cada um em busca de bons resultados para todos....

Leia mais

Atitude Profissional 4 – Posicionamento

Falhas na Liderança 9 - Descontrole Emocional

Num mundo de negócios em rápidas transformações, a necessidade de tomar decisões rápidas e assertivas é cada vez maior, exigindo posicionamento objetivo dos gestores. Essa tomada de posição nem sempre é fácil, exigindo uma preparação especial no enfrentamento dos momentos de decisão, tanto para os liderados como também para si próprio, quanto as melhores escolhas que devem ser feitas. Assim, percebemos que o posicionamento não é apenas dizer não, aprovar ou desaprovar medidas, decidir e exigir o cumprimento. Exige muito mais, pois é necessário avaliar o contexto, a situação, e compreender todos os aspectos envolvidos naquele momento para a melhor tomada de decisão. O posicionamento assertivo ou falta dele, pode ter impactos decisivos sobre a organização e sobre as pessoas. O reflexo da falta de posicionamento gera insegurança, desorientação e instabilidade na equipe e os resultados serão prejudicados. Destaca-se a necessidade do posicionamento equilibrado para evitar decisões muito rápidas sem reflexão e que podem trazer consequências negativas em função das posições mais radicais e sem a análise adequada dos fatos para um posicionamento mais seguro. Por outro lado, o posicionamento tardio também gera problemas, atrasando o processo. No momento do posicionamento é necessário ter consciência dos efeitos que poderão ser gerados a partir das decisões ou indecisões manifestadas. Todo posicionamento traz consigo os propósitos do gestor e suas intencionalidades e é aqui que se estabelece o grande diferencial dos líderes maduros e éticos. A sua intencionalidade é sempre positiva, visando o crescimento e a melhoria. Do contrário, quando há intencionalidade visando interesses próprios, o posicionamento perde força à medida que as pessoas percebem as manobras não declaradas, enfraquecendo cada vez mais o posicionamento. Por essa razão o posicionamento deve ser sempre ético, verdadeiro e com intencionalidade positiva. Se houver algum engano ou erro e há rápido reposicionamento, temos eficácia e a confiança aumenta. Portanto, enfrentemos o medo do posicionamento, porém tenhamos posicionamentos que não gerem medos. Eis o desafio....

Leia mais