Entre em contato e 

Tel.: 

E-mail: 

Número de novas empresas no país bate ‎recorde no mês de abril

abertura

Depois de um mês carnavalesco – e consequente diminuição na quantidade de novos empreendimentos – os empresários brasileiros retomaram o pique: em abril, foram criados no país 163.023 novos empreendimentos, quantidade 7,9% maior em relação a março segundo o Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas), atingindo o maior valor da série histórica, iniciada em 2010, para um mês de abril. Entre janeiro e abril de 2014 o total de novos empreendimentos criados dentro do território nacional foi de 632.547. Este número representa um avanço de 6,9% frente ao total de novas empresas surgidas durante o mesmo período de 2013 (591.683), sendo também maior que os totais registrados durante os mesmos meses de 2012 (583.987), 2011 (491.578) e 2010 (439.048 novas empresas). Nascimento de Empresas por Natureza Jurídica Os Microempreendedores Individuais foram os que registraram o maior crescimento (10,4%) em relação ao mês anterior (118.584 empresas contra 107.389 em março). As Empresas Individuais foram as que apresentaram o menor crescimento: 0,4% (15.759 em abril ante 15.704 em março). Segundo o levantamento, das 632.547 novas empresas criadas entre janeiro e abril de 2014, 72,4% do total (458.010) foram de Microempreendedores Individuais (MEIs), 10,0% (63.445) foram de Empresas Individuais, 11,8% (74.750) foram de Sociedades Limitadas e, por fim, 5,7% do total (36.342) foram de empresas de outras naturezas jurídicas. Devido à crescente formalização dos negócios no Brasil, as MEIs vêm registrando aumento desde o início da série histórica do Indicador – em apenas quatro anos, passaram de quase metade do total de novos empreendimentos (42,4%, em 2010) para cerca de três quartos deste total. Nascimento de Empresas por Região O Sudeste registrou o maior número de empresas abertas nos primeiro quadrimestre deste ano, com 50,3% do total, tendo 318.487 novas empresas. A Região Nordeste ocupou o segundo lugar, com 18,3% do total (115.455 empresas). Com 16,2% de participação, a Região Sul ficou em terceiro lugar, com 102.769 novas empresas. O Centro-Oeste,...

Leia mais

140 novas categorias passam a ter direito ao Supersimples

Young_businessman__2666839b

Os deputados federais aprovaram, por unanimidade, o texto base do substitutivo do PLP (Projeto de Lei Complementar) 221/12 que universaliza o Supersimples – sistema de tributação diferenciado para as micro e pequenas empresas que unifica oito impostos em um único boleto e reduz, em média, em 40% a carga tributária. A matéria também disciplina o uso da substituição tributária para empresas desse porte. Ainda falta a apreciação de 25 destaques apresentados pelos parlamentares, prevista para esta semana. Depois de finalizada a votação pela Câmara dos Deputados, o projeto segue para apreciação do Senado. De acordo com a proposta, qualquer empresa que fature até R$ 3,6 milhões por ano poderá aderir ao Supesimples. “Com isso, o critério para definir a adesão a esse modelo passa a ser o teto do faturamento da empresa e não mais a natureza da atividade do empreendimento”, afirma o presidente do Sebrae, Luiz Barretto. Isso permitirá que, por exemplo, profissionais da saúde, fonoaudiólogos, jornalistas, advogados, corretores de imóveis e de seguros, entre outros, passem a se beneficiar desse sistema simplificado de tributação. Mais de 450 mil empresas serão contempladas. “Esperamos, com isso, reduzir o número de empreendimentos informais e aumentar o volume de empregos nos pequenos negócios”, destacou o presidente do Sebrae. Atualmente, as Secretarias de Fazenda dos estados se utilizam da substituição tributária para cobrar antecipadamente o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos produtos adquiridos pelos empresários de pequenos negócios. Isso significa que o empresário paga o ICMS antes mesmo de saber se venderá seus produtos. “Dessa forma, as empresas ficam sem capital de giro e correm o risco de quebrar ou de serem empurradas para a informalidade”, ressaltou o presidente do Sebrae. O texto do PLP 221/12 disciplina a substituição tributária para as micro e pequenas empresas, sendo que algumas atividades ficarão fora da cobrança. De acordo com a proposta, os segmentos de vestuário e confecções, móveis, couro e calçados,...

Leia mais

Como trabalhar com indicadores na sua empresa?

os-indicadores-de-manutencao-ajudam-a-analisar-o-crescimento-nos-negocios

Para medir o desempenho de uma empresa, seja o seu desenvolvimento financeiro, na questão da sustentabilidade e mão de obra, os indicadores são um grande aliado, seja por meio de planilhas ou softwares.   Em primeiro momento, antes da sua implantação, é necessário ressaltar a importância desta ferramenta e trabalhar de uma forma árdua neste controle, pois é algo que irá ajudar na questão do planejamento e será um aliado ao mesmo tempo para diminuir erros e ampliar acertos. É necessário dedicação e muitas vezes uma mudança de comportamento para acompanhar e interpretar.   Agora, é imprescindível refletir sobre quais indicadores a sua empresa precisa, para definirmos uma estratégia que possa aprimorar todos os processos. Alguns exemplos: custos, atendimento, inadimplência, margem de lucro, estratégia de vendas, mão de obra, satisfação de consumidores, retorno de investimento (ROI), estoque, clima organizacional entre outros. No início pode parecer estranho, mas após a implantação, você verá que não é possível trabalhar sem o apoio dos...

Leia mais

Atitude Profissional 7 – Maxiatitude Profissional

75676576-4

Após a análise da micro e miniatitude profissional, verificaremos aspectos da maxiatitude profissional, considerada a eficaz, ética e racional, conduzindo a evolução contínua do profissional para a autorrealização. Ou seja, as atividades são realizadas buscando a satisfação pessoal e também visando o alcance das metas do grupo. Os resultados são obtidos pelo trabalho em equipe e a valorização dos talentos dos outros, sem o medo de ser “deixado para trás”. Na maxiatitude profissional os objetivos da organização se sobrepõem aos interesses pessoais e as ações são planejadas com maior transparência. As potenciais dificuldades que possam ser enfrentadas são consideradas como desafios a serem superados e o controle visando o cumprimento das tarefas é menos necessário. Há maior aceitação do feedback quando há necessidade de melhorias no desempenho, estabelecendo um plano de ação para entregar os resultados necessários. O profissional se manifesta com maior autorresponsabilidade e não necessita de cobranças constantes para o desenvolvimento com qualidade. O diálogo é facilitado e as coisas não são feitas somente pelo dinheiro, mas porque há perspectiva de aprendizado, acumulação de experiência e crescimento profissional. A afirmação mais comum do profissional é “como posso ajudar”, criando um clima de motivação e adesão maior para a superação de obstáculos.  O investimento no conhecimento é feito por convicção própria e tende a tomar mais iniciativas para a proposição de novas ideias que promovam a melhoria contínua na empresa. Desenvolvendo a maxiatitude profissional, amplia-se a visão empreendedora e inovadora, evitando os erros, numa atitude mais proativa, prevenindo a repetição. Há um planejamento pessoal que contempla também ações na área de desenvolvimento profissional, considerando aspectos técnicos e também aspectos de maior domínio na conduta comportamental, abrindo espaço para reciclagens importantes e implementando mudanças para a melhoria do desempenho. Se há maxiatitude profissional há maior perspectiva de maxiresultados. E você, reflete sobre um plano de ação para desenvolver maxiatitudes profissionais, obtendo gradualmente patamares superiores de desempenho?   MAXIATITUDES POSSIBILITAM...

Leia mais

E agora, como fazer um bom planejamento?

planejamento_estrategico

Vimos que o planejamento estratégico é um bom aliado para empreendedores, sejam eles micro, médios e grandes. E também que não são definidas apenas metas em todo o processo, mas é possível obter uma visão a longo prazo do negócio, identificando tendências, cenário competitivo para a tomada de decisões mais seguras e consequentemente sobrevivência do negócio. Mas para o sucesso do planejamento, o que mais preciso levar em conta?   Estar comprometido e envolvido em todo o processo. Assim posso levar a empresa na direção correta, elaborando um diagnóstico de oportunidades, ameaças e melhorias.  Reuniões para o acompanhamento de desempenho e avaliação de indicadores. Em todos os encontros é possível aprender e debater ideias construtivas para o processo ser contínuo. O planejamento deve ser revisto frequentemente.  Não ficar apenas no planejamento, mas desenvolver planos de ação. Este é o momento de realizar aquilo que a empresa precisa fazer para que sua estratégia seja bem-sucedida. Importante definir responsáveis, prazos e recursos necessários para a execução das...

Leia mais

Estamos no tempo da atenção

atendimento

A empresa que se preocupa com o cliente já está muitos passos a frente dos concorrentes. A necessidade de cuidado, bom relacionamento e preocupação no que o cliente deseja são quesitos diferenciais no mercado.   Atualmente há muitas reclamações de atendimento, em diversas situações. O vendedor acorda de mau humor e desconta no cliente, o profissional está insatisfeito com o trabalho ou salário e não se empenha em oferecer um diferencial ao cliente, a falta de preparação do profissional interfere no bom atendimento entre outros fatores. O que fazer nestes casos?   Se não houver a busca de uma solução pelo responsável da empresa, o que ocorre é uma corrente, no qual o cliente que é mal atendido já menciona para amigos como foi maltratado em determinada loja ou empresa e isso vai se espalhando de uma forma muito rápida, ainda mais em tempos de redes sociais. Portanto, é necessário dar atenção a reclamação e analisar os detalhes para identificar onde ocorreu a falha e o que pode ser feito para solucioná-la no caso em questão e prevenir futuras ocorrências.   Se houve falha técnica no produto, caso a empresa atenda bem o cliente e demonstre a máxima preocupação com ele, a falha não será tão percebida, visto que a excelência no atendimento irá superar isso. A empresa que se dispuser a pedir desculpa e fornecer todo o suporte para que o cliente fique satisfeito e obtenha o seu produto em total qualidade, estará prestando o bom atendimento que todos esperam. Atender bem o cliente é uma obrigação, preocupar-se com ele no pós-atendimento é...

Leia mais