Entre em contato e 

Tel.: 

E-mail: 

Núcleo de SST de São Bento do Sul troca informações sobre legislação de brigadistas

17-09-15 reuniao-ok-1170x878

Integrantes do Núcleo de Saúde e Segurança do Trabalho da Associação Empresarial de São Bento do Sul – Acisbs, promoveram na manhã de quarta-feira, 16, um encontro com o objetivo de esclarecer sobre a legislação referente a obrigatoriedade de brigadistas nas empresas. O Tenente-Coronel Edson Luiz Biluk fez a apresentação sobre as normas, as modalidades existentes e mostrou casos ocorridos no país, impulsionando a troca de ideias entre os profissionais do setor e participantes sobre como proceder. A Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT – padroniza a atividade de brigada de incêndio e estabelece requisitos mínimos para a composição, formação e implantação, preparando assim para atuar na prevenção e no combate ao princípio de incêndio , abandono de área e primeiros socorros. Entre os pontos destacados por Edson está a importância da capacitação do profissional. “Bombeiro civil e brigadistas são profissionais que atuam de forma distinta. O bombeiro atua em uma jornada de 12 por 36 e segundo a lei são necessários 16 horas iniciais de capacitação para brigadista, o que vejo ser insuficiente, devido a responsabilidade e conhecimento exigido da profissão”, ressalta. Ele lembrou também sobre a questão do valor do equipamento de proteção individual – EPI, e sugeriu a possibilidade de realizar um consórcio entre as empresas, citando o exemplo da cidade de Itajaí/SC, assim o preço seria reduzido. “A integração com o bombeiro ou um consórcio entre as empresas possibilita a redução do valor dos EPI´s. Hoje seria aproximadamente R$ 8 mil para equipar um brigadista”, explica. O Corpo de Bombeiros está em contato com as empresas que possuem brigadistas para realizar um levantamento de diversas informações, definindo assim a modalidade aplicada em cada uma. Fonte:...

Leia mais

Junta Comercial teve presença confirmada na Reunião Plenária da ACISBS

17-09-15 Plenária_da_ACISBS_2

A Junta Comercial do Estado, foi representada na pessoa do Presidente André Bazzo,  na reunião plenária da Associação Empresarial de São Bento do Sul – ACISBS, que aconteceu na última segunda-feira, 14, às 17h30, onde na oportunidade foi abordada a situação e atuação do órgão no Estado, assim como, ações e mudanças que estão sendo realizadas. Fonte:...

Leia mais

09 de setembro Dia do Administrador – ADMINISTRAÇÃO 50 ANOS – Transformação e evolução

Meio-seculo

A profissão de Administrador foi regulamentada pela Lei nº 4.769 de 1965 e desde então vem se consolidando, acompanhando as transformações do mercado e evoluindo diante das tendências. Até a década de 70 o Administrador exercia a profissão classificada como “acomodado”, utilizando a sua experiência nas funções de comando com certa dependência e resistência às mudanças organizacionais. O seu salário era determinado pela empresa. Entre as décadas de 70 e 90, diante do aumento da competitividade, o Administrador passar a ser mais “competitivo”, e para tanto aumenta o conhecimento e o grau de escolaridade, sendo mais confiante e se ajustando com rapidez às mudanças. O seu salário é negociado com as empresas, obtendo maior valorização profissional. A partir da década de 90, o Administrador se ajusta ao perfil “empreendedor” e o seu sucesso é determinado pelo sucesso da sua equipe e para tanto se torna ainda mais estudioso para liderar às mudanças organizacionais. Neste contexto o seu salário é conquistado através dos resultados do seu trabalho. Considerando a velocidade das recentes transformações é necessário pensar no futuro e fazer escolhas estratégicas diante das principais tendências: 1) avanços tecnológicos; 2) expansão do conhecimento; 3) crescimento da população e aumento da longevidade; 4) maior integração e diversificação em todas as áreas; 5) alterações climáticas e da biodiversidade; 6) evoluções do capitalismo consciente; 7) responsabilidade social corporativa e desenvolvimento sustentável; 8) evolução do ser humano; 9) redução das desigualdades sociais; 10) ampliação da educação e saúde. Diante da complexidade e profundidade das transformações é necessário a evolução contínua do Administrador com visão maxiestratégica e cosmovisionária, incluindo novos paradigmas na atuação profissional ética. Assim, a Administração potencializa o desenvolvimento integral do Ser Humano e da Sociedade, rumo a obtenção de holomaturidade e gestão de excelência, através de atitudes inovadoras com consciência do papel de liderança na obtenção de maior equilíbrio no desenvolvimento econômico e social do Planeta.   MSc Adelino Denk adelino@amcconsult.com.br 47...

Leia mais

Encontro promove interação entre coordenadores de núcleos

Ultimas notícias

                      Fonte: Site...

Leia mais

Uma nova proposta

LOGO Noticias

              Fonte: Jornal A...

Leia mais

Empresários conhecem o projeto ferrovia

Empresários conhecem o projeto ferrovia

...

Leia mais