desafioTodo início de ano é comum efetuar o planejamento quanto aos objetivos a serem atingidos. Normalmente são metas financeiras, profissionais e da vida particular (bens, lazer, saúde, etc). No entanto, o desafio neste artigo é efetuar reflexão diferente, pois sempre planejamos com foco em nós e nas coisas materiais que almejamos. É fundamental e deve continuar sendo feito, porém também é muito importante pensar e planejar com foco no aprofundamento da evolução pessoal e dos outros e assim, enumeramos 3 sugestões para análise e reflexão, visando ampliar a fraternidade, a universalidade e o bem-estar coletivo:

  1. Voluntariado. Pense nas ações voluntárias que podem ser desenvolvidas em prol das outras pessoas ou organizações. Analise os pontos fortes, talentos e competências que poderão auxiliar pessoas e organizações para ampliar ações de responsabilidade social. As pessoas com maior nível de esclarecimento devem auxiliar as de menor esclarecimento, pois o desenvolvimento da sociedade é grupal e dependemos uns dos outros na evolução. O maior beneficiado com a assistencialidade coerente somos nós mesmos, reduzindo os desequilíbrios econômicos e sociais perturbadores.
  2. Natureza. Pense nas ações possíveis para ampliar os cuidados com o meio ambiente, visando a manutenção da “casa” dos seres humanos para as futuras gerações. Plante árvores, flores e mantenha convivência saudável com animais e toda a biodiversidade. O Planeta Terra deve continuar suprindo as necessidades humanas de sobrevivência, especialmente alimentos e água. Evite acumular lixos e desenvolver ações agressivas que comprometam o ar que todos respiramos.
  3. Ética. Pense com convicção que a verdade e a transparência são fundamentais para a construção da sociedade mais evoluída que desejamos. A corrupção e a burocracia estão travando o desenvolvimento equilibrado. As mazelas resultantes estão diminuindo a qualidade de vida e desrespeitando a igualdade de direitos. A democracia somente será plena quando houver maior universalismo nas ações e menor preocupação com interesses pessoais, sectários e construção de privilégios. Talvez o maior desafio, seja respeitar o código de conduta ética convencionado nas diversas esferas, o que já seria grande avanço.

Pensemos diferente com atitudes inovadoras em 2016. Sucesso!

 

MSc Adelino Denk

adelino@amcconsult.com.br

9986 7214

CRA 1766