Final de ano, uma alegria a mais para muitos brasileiros é a chegada do 13º salário, que ajuda em muitos casos. Mas você já pensou no que irá fazer com o dinheiro? Quais serão as suas prioridades?
A primeira questão que deve ser lembrada é a quitação de dívidas. Em setembro, a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas – CNDL – mostrou que a regularização de débitos no país recuou em 1,64% no mês de setembro em relação ao mesmo período do ano passado. A queda foi o baixo crescimento da economia e dos altos índices de inflação também.
Para muitas famílias, o 13º salário não é um dinheiro extra, e sim uma forma de respirar mais aliviado frente a todas as contas. Outra questão que se deve pensar são os gastos no início do ano (IPVA, licenciamento de veículo, IPTU, material escolar…) entre tantos outros impostos. Guardar o dinheiro seria uma forma de não passar aperto. Presentes de natal podem ficar em segundo plano. O melhor segredo é tentar se programar e colocar os pés no freio para encarar o começo do ano sem problemas.