fetep 1Na última quarta-feira, dia 01/05, Adelino Denk, fundador da AMC Assessoria Empresarial, foi reconduzido à presidência da FETEP (Fundação de Ensino, Tecnologia e Pesquisa), braço da Associação Empresarial de São Bento do Sul para o desenvolvimento de projetos e parcerias para a cidade e o norte do Estado. Estiveram presentes na posse o novo presidente da ACISBS, Mário Nenevê, e o vice-presidente da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), Jonny Zulauf.

 

“Agradecemos as parcerias, os convênios conquistados e os investimentos realizados. A nossa proposta é intensificar ações referente ao escritório de projetos, as parcerias regionais, e profissionalizar cada vez mais a gestão da Incubadora Tecnológica. São Bento do Sul hoje é modelo para o Estado no que se refere a tecnologia e isso foi conquistado com esforço de todos e trabalho árduo que iremos com certeza continuar”, disse Adelino.

 

A FETEP surgiu em 1975, com a criação de uma comissão para estudar uma fundação dedicada à pesquisa de novas matérias primas e formação de mão de obra. Em 1982 foi criado o curso Técnico em Móveis e Esquadrias em parceria com o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e no ano seguinte se estabeleceu um convênio da gestão com a FURJ, atual Univille, para a implantação do primeiro curso superior em administração de empresas em São Bento do Sul. A FETEP também auxiliou a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) na criação e padronização das normas para fabricação de móveis no Brasil, instrumento supraempresarial e fundamental para o desenvolvimento da região no âmbito estadual.

 

No final dos anos 80, com a recessão econômica e a hiperinflação, o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) assumiu o gerenciamento do Centro de Tecnologia do Mobiliário (CTM) e a FETEP iniciou uma nova fase, cedendo seu espaço físico para a instalação da UDESC e SOCIESBS/UNISOCIESC. Anos mais tarde, em 2005 foi implantada a Incubadora Tecnológica, inaugurando-se a ITFETEP, braço que apoia a criação e desenvolvimento de empresas de base tecnológica, que gera empregos de alto valor agregado e impulsiona o crescimento socioeconômico de São Bento do Sul.

 

Em 2012, a FETEP ganhou sede própria e iniciou-se a organização do projeto PCT (Parque Científico e Tecnológico), agora já consolidado, e o grupo gestor começou a estruturação da chamada governança, articulando ações para fundar na cidade o conceito de Parque Condomínio. Com o envolvimento da comunidade de entorno (quarta hélice do projeto, de inovação social), cresceram as oportunidades de desenvolvimento econômico e integração, conceito mundialmente conhecido como “cidade inteligente”. São Bento do Sul passou a olhar também para a qualidade de vida.

 

“A ITFETEP atua com competência e excelência no estímulo aos novos negócios, sendo reconhecida como uma das 20 melhores Incubadoras do Brasil, segundo pesquisa da UBI Index (Suécia)”, destacou Adelino Denk em sua posse. O faturamento acumulado das cerca de 20 empresas incubadas já ultrapassa R$ 36 milhões (2012 a 2015), crescimento de 46% em relação ao primeiro ano.

 

Para os próximos anos, os objetivos do projeto são, segundo Adelino:

 

– Consolidar a governança do Parque Científico e Tecnológico;

 

– Implementar o planejamento estratégico da FETEP e da Incubadora Tecnológica (ITFETEP), especialmente no fortalecimento desse núcleo através do apoio técnico;

 

– Ampliar a estratégia de sustentabilidade financeira da FETEP, viabilizando novos investimentos no PCT. As empresas incubadas contribuem na diversificação econômica e potencializarão o crescimento da cidade nos próximos anos, portanto é fundamental também o apoio da Prefeitura e da classe empresarial;

 

– Intensificar ações do escritório de projetos, ampliando a elaboração de cases para captação de recursos próprios e também para empresas interessadas;

 

– Fortalecer o ENIT (Encontro de Negócios, Inovação e Tecnologia), articulando parcerias regionais, tornando o evento a maior referência em inovação e negócios tecnológicos do norte catarinense;

 

– Concluir, em parceria com a Prefeitura, a Lei de Inovação Municipal.

 

A gestão de Adelino Denk vai até 2018.