CHANo cenário econômico de rápidas transformações estamos diante de um cenário organizacional que exige abordagens complexas na busca do sucesso empresarial. De um lado é necessário entregar produtos com maior qualidade, satisfazer cada vez mais os clientes, além da maior flexibilidade diante das mudanças e demandas. De outro lado, uma necessidade contínua de redução de custos para a manutenção da competitividade. Ou seja, é necessário entregar cada vez MAIS, utilizando sempre MENOS. Assim, há a necessidade de eficiência, de uma gestão de excelência que conduza a organização para obter mais resultados com o mínimo de desperdício. É neste contexto, que o SER HUMANO, faz a grande diferença.

 

São as pessoas que podem agregar valor as organizações com o seu conhecimento, suas habilidades e atitudes. Sempre isto teve um grande valor, porém no contexto atual, isso tem sido crucial para obter a eficiência empresarial necessária. As organizações necessitam aprender mais rapidamente para entender e atender as tendências. Necessitam inovar para continuar satisfazendo as exigências dos clientes. Estamos destacando um tema relevante e que mesmo conhecido merece atenção especial dos gestores, especialmente da alta direção.

 

Aplicar a metodologia CHA – C-conhecimento; H-habilidade; A-Atitude; é essencial para o sucesso profissional e empresarial. O conhecimento é de fundamental importância para saber o que fazer. A educação continuada de qualidade é o investimento que cada empresa e profissional devem fazer na busca de gestão de excelência. Tal qual investimos em estruturas físicas, máquinas ou softwares, necessitamos INVESTIR no ser humano para obter os resultados. Temos ainda a necessidade de desenvolver a habilidade, ou seja, obter experiência suficiente para saber o como fazer. A habilidade exige preparação contínua através de muito treinamento e repetição.

 

Os profissionais excelentes quando questionados quanto à fórmula do seu sucesso, sempre enfatizam com humildade que são bons em função do treino acima da média dos outros. Ou seja, são profissionais que fazem mais, portanto, erram mais e com isso aumenta a experiência e eficiência.

 

“Você é aquilo que faz continuamente. Excelência não é uma eventualidade – é um hábito.”

Aristóteles

MsC. Adelino Denk
CRA/SC 1766; administrador, professor e consultor

 

Imagem retirada de: http://www.phrisma.com.br/coaching/?p=167